Rodrigo ‘Minotauro’ aconselha ex-rival Fedor: “Hora de se aposentar”

0
>

Rodrigo ‘Minotauro’ fez fama no Japão, país onde conquistou os cinturões do Rings e do Pride no início dos anos 2000. Mais versátil do que os rivais da época e dono de um leque de finalizações praticamente inédito para um peso-pesado, o baiano só perdeu a majestade quando mediu forças com o russo Fedor Emelianenko, contra quem travou três clássicos duelos (duas vitórias do russo e um ‘No Contest’). E por ser uma testemunha ocular da carreira do ex-rival, o veterano garante: é hora de parar.

Em conversa com a ‘Submission Radio’ nos bastidores do UFC Melbourne, evento programado para este sábado (26), na Austrália, o veterano garantiu que Fedor teria feito estrago no evento presidido por Dana White caso tivesse competido na organização logo após a extinção do Pride. No entanto, o auge do russo já passou.

“Ele esperou demais para entrar no UFC. Se ele tivesse entrado cinco ou sete anos atrás, algo assim, ele estaria no auge. Mas agora não é tempo para isso mais. Se eu estivesse no lugar dele, seria hora de aposentar”, narrou o sempre tranquilo lutador, que pendurou as luvas em agosto de 2015 ao ser superado por Stefan Struve no Rio de Janeiro.

Escalado para estrear no Bellator em fevereiro, Fedor duela contra Matt Mitrione, em combate que pareceu não agradar muito Minotauro. Afinal, na ultima apresentação do russo, ele quase foi nocauteado por Fábio Maldonado, lutador que foi demitido do UFC após acumular derrotas entre os meio-pesados (93 kg) da organização.

“Fedor está preparado para essa luta, ele está lutando mais, está mais em forma. Mas luta é luta, você nunca sabe. Na luta contra o Maldonado, ele foi surpreendido. Então, você nunca sabe. Luta é luta, mas o Fedor tem tudo para vencer”, narrou.

AG Fight

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta