Dólar opera em alta depois após afastamento do presidente do senado

0
477
Imagem da internet

O dólar opera em alta nesta terça-feira (6), após o afastamento do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), do cargo levantar temores sobre o andamento das medidas fiscais no Congresso, e com o mercado repercutindo o detalhamento da Proposta de Emenda Constitucional sobre a reforma da Previdência.

Às 10h40, a moeda norte-americana subia 0,38%, vendida a R$ 3,4425.

Acompanhe a cotação do longo do dia:
Às 9h10, alta de 0,74%, a R$ 3,4549
Às 9h40, alta de 0,78%, a R$ 3,4563
Às 10h, alta de 0,23%, a R$ 3,4374

Na véspera, o dólar caiu 1,24%, a R$ 3,4294 na venda, depois de fechar a semana passada com alta acumulada de 1,73% e no maior nível desde meados de junho (R$ 3,4726).

Cenário local

Para tentar garantir a aprovação da PEC do teto dos gastos até o dia 13, o Planalto enviará emissários ao substituto de Renan, o petista Jorge Viana (AC), para tentar evitar adiamento, segundo a Reuters.

A política nacional segue despertando apreensão, com escândalos recentes envolvendo aliados do presidente Michel Temer e movimentos polêmicos no Legislativo provocando incertezas quanto ao ritmo de avanço de medidas consideradas importantes para a recuperação da economia, destaca a agência.

Investidores aguardam a apresentação do projeto de reforma da Previdência a líderes da base aliada no Congresso e a representantes de movimentos sociais, antes de enviar o texto nos próximos dias ao Congresso Nacional. O tema é considerado um dos mais importantes para colocar as contas públicas do país em ordem, segundo a Reuters.

Atuação do BC

O Banco Central realiza novamente leilão de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares, com oferta de até 15 mil contratos para rolagem dos contratos que vencem em janeiro.

Correio do Estado

Comentários no Facebook