Patrão abre mangueira de compressor em funcionário e rompe intestino do jovem

0

Um adolescente, de 17 anos, está internado no CTI (Centro de Tratamento e Terapia Intensiva) da Santa Casa, depois que o dono de um lava-jato, localizado na Avenida Interlagos, enfiou a mangueira de um compressor no ânus do jovem. Ele foi levado, a princípio, ao CRS do Tiradentes e em seguida transferido ao hospital, onde passou por uma cirurgia de seis horas e perdeu 20 cm do intestino.

O crime ocorreu na última sexta-feira (3), quando durante  o que a família classificou inicialmente de ‘brincadeira de mau gosto’, o dono do lava-jato, de 23 anos, com a ajuda de outro funcionário, de 31 anos, introduziram a mangueira de um compressor no ânus do garoto, que também trabalhava no local.

De acordo com os familiares e com o que consta no boletim de ocorrência, o funcionário segurou o jovem enquanto o dono inseriu o aparelho no corpo da vítima. No mesmo momento, o adolescente passou mal, vomitou e os autores perceberam que o estado era grave.

O autor chegou a telefonar para o irmão do jovem dizendo, apenas, que ele teria passado mal e que ele havia sido levado ao CRS do Tiradentes. Porém, ao dar entrada na Unidade foi transferido às pressas à Santa Casa, onde passou por uma cirurgia de reconstrução de intestino com duração de 6 horas.

Logo depois, o próprio dono do lava-jato foi até a casa da vítima e informou que o adolescente havia sido levado à Santa Casa, porém mais uma vez não disse o que tinha acontecido. A familiar só ficou sabendo do ocorrido pelo médico.

A família informou à reportagem, que ele perdeu aproximadamente 20 centímetros do intestino. A mãe do jovem, de 44 anos, informou ainda que a força do ar foi tão forte que ‘inflou’ os testículos do jovem e alcançou quase todo o corpo, principalmente pernas e braços.

Os familiares relataram ao Jornal Midiamax, que o funcionário, de 31 anos, é vizinho do adolescente há 16 anos. Foi ele quem indicou o emprego ao rapaz.

NÃO FOI A PRIMEIRA VEZ

A mãe da vítima disse, que há um tempo, não soube especificar quando, os autores já tinham feito uma “brincadeira de mau gosto” com o garoto. Ela afirma que já tinha alertado o filho a respeito dessas ações e que agora só quer justiça.

“Isso não é brincadeira. Ele estava feliz com o primeiro emprego e já estava falando em ajudar pagar as contas e fazer compras. Ele só tem 17 anos e pretendia servir o quartel”, finalizou emocionada.

A reportagem entrou em contato com o proprietário do Lava Jato, localizado na região do Jardim Morumbi, que se negou a comentar sobre o caso. Já o funcionário, não atendeu as ligações.

O caso foi registrado como lesão corporal dolosa na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), da Vila Piratininga e encaminhado a DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente). Até agora ninguém foi preso.

Midiamax

5 total views, 5 views today

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta