Homem denuncia que esposa morreu depois de operação no Hospital Regional de Ponta Porã

0
Francieli faleceu com diagnostico de Trombose após passar por procedimento de cesariana no Hospital Regional de Ponta Porã (Foto: Arquivo Pessoal)
>

A jovem Francieli Gonçalves Colmam de 25 anos 27/12/2016 16:00 deu entrada na maternidade do Hospital Regional DR José de Simone Neto em Ponta Porã MS ficou aguardando atendimento até às 23h00, quando foi internada até conseguir a dilatação necessária para o parto que ocorreu às 08h00 da manhã do dia 28/12/2016.

A paciente retornou às 09:30 para o leito aparentemente bem, realizando movimentos e amamentando seu bebê. No dia 29/12/2016, por volta das 17h00, Francieli relatou ao esposo estar com dor nas costas e a dor aumentou, tanto que a jovem gritava de dor segundo relatos da acompanhante. Uma enfermeira de plantão receitou medicamento para gases e disse que é normal se sentir mal após a operação de cesariana.

No dia seguinte o esposo da paciente entrou para se informar do ocorrido e se inteirar dos procedimentos tomados. O mesmo procurou uma enfermeira da maternidade e ela disse que não tinha como falar com o médico naquele momento, ao indagar a enfermeira oque poderia estar causando tanta dor, a profissional disse que era depressão pós parto.

O esposo de Francieli em conversa com a nossa reportagem disse que um raio-x do pulmão foi tirado e o médico de plantão falou que estava tudo normal que ela estava bem e descartou uma transferência para Dourados MS, ressaltando que o raio-x nunca foi visto pelo esposo e nem pela acompanhante paciente. No dia 31/12/2016 a jovem recebeu alta mesmo reclamando de fortes dores, para ela foi receitado dipirona.

Em casa após receber alta Francieli continuava a reclamar de dores abdominais que no período noturno sempre aumentava, o casal seguia feliz mesmo com os problemas, o recém nascido contagiava aquela família. No dia 16/01/2017 depois de sofrer um desmaio Francieli foi levada ao Hospital Regional de Ponta Porã, onde ficou por 15 minutos sendo novamente liberada saindo com uma receita de Torsilax e Paracetamol o médico disse que ela estava com palpitações e o remédio iria resolver o problema. As dores continuaram nos próximos dias e ela retornou ao Hospital Regional onde fez inúmeras inalações e tomou um remédio não identificado na veia. Francieli teve uma crise forte de falta de ar e aceleração cardíaca aumentou depois disso levaram a paciente para a sala vermelha para monitoramento dos batimentos cardíacos, foi feita uma drenagem no pulmão, neste momento a paciente foi induzida ao coma após isto foi feito um pedido de transferência para o Hospital da Vida, em menos de 24 horas a paciente foi transferida.

Em Dourados MS os médicos chamaram os familiares para esclarecer as hipóteses de causa das dores. No informe dos médicos foi dito que francieli apresentava sintomas de tromboembolia pulmonar, a paciente ainda recebeu medicamentos, fez hemodialises e sofreu uma hemorragia, no dia 30 de janeiro de 2017 Francieli faleceu por volta das 04:30 da madrugada deixando o marido e dois filhos. O esposo da jovem que faleceu culpa o Hospital Regional de Ponta Porã por negligência já procurou advogados e entrou em contato com o Brasiguaio News para divulgar sua história que veio com a felicidade do nascimento de um filho e a tristeza de perder sua esposa uma jovem de 25 anos de idade por falta de comprometimento dos servidores públicos.

*Shakin Nunes

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta