Depois de preso decapitado, motim termina e sete são transferidos

0
1752
A polícia esteve no local para conter o motim - Foto: Osvaldo Duarte/Dourados News

Sete presos foram transferidos após motim na manhã de hoje na Penitenciária Estadual de Dourados. No local foram encontrados dois reféns e um preso decapitado, identificado como José Alécio dos Santos de 35 anos.

Segundo a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), entre os sete transferidos, um deles confessou ter matado José Alécio na área disciplinar no presídio.

A Agepen informou que as causas da morte ainda serão investigadas pela polícia e que o clima na unidade prisional está aparentemente tranquilo.

O CRIME

Foi encontrado morto, decapitado, no corredor da ala de disciplina, o detento José Alécio dos Santos, 35 anos. Outros presidiários que compartilhavam da mesma cela que ele são suspeitos de terem cometido o crime.

Conforme informações do Boletim de Ocorrência, por volta das 6h, agentes foram até a ala depois de ouvirem barulho e depararam-se com José Alécio morto, com a cabeça cortada. Na cela que era ocupada pelo presidiários, havia outros três criminosos.

Detentos exigem a presença de comissão dos Direitos Humanos e reivindicam transferências. Em contato com o setor de comunicação da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), a reportagem foi informada que o caso está em apuração e que mais informações deverão ser divulgadas no decorrer do dia.

No site do Tribunal de Justiça José Alécio é apontado como réu em processos de roubo, homicídio, furto, incêndio e tráfico de drogas.

Correio do Estado

 

Comentários no Facebook