Economistas reduzem projeção para inflação e passam a ver Selic a 9% em 2017, mostra Focus

0
Banco Central, em Brasília. 09/12/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino

SÃO PAULO (Reuters) – Economistas de instituições financeiras reduziram a expectativa para a taxa básica de juros ao final deste ano e do próximo, diante de projeção ainda mais baixa para a inflação em 2017.

A pesquisa Focus do Banco Central mostrou que a projeção para a Selic passou a 9 por cento no fim deste ano, de 9,25 por cento no levantamento anterior, com a perspectiva para o fim de 2018 a 8,75 por cento, de 9 por cento.

Para a reunião de abril do BC, os especialistas consultados continuam vendo corte de 0,75 ponto percentual na taxa básica, que atualmente está em 12,25 por cento.

Com a mudança da perspectiva para 2017, e mediana geral das estimativa se alinha à do Top-5, grupo que reúne as instituições que mais acertam as projeções, que também vê a Selic a 9 por cento. Para 2018, entretanto, esse grupo elevou a expectativa a 9 por cento, de 8,75 por cento na semana anterior.

Para a inflação, a estimativa no levantamento divulgado nesta segunda-feira caiu ainda mais abaixo do centro da meta este ano, para 4,19 por cento, 0,17 ponto percentual a menos. Para o ano que vem a conta permaneceu em 4,5 por cento de alta do IPCA. A meta para ambos os anos é de 4,5 por cento, com margem de 1,5 ponto percentual.

Em fevereiro, a inflação foi beneficiada pela queda nos preços dos alimentos e ficou abaixo do esperado, a 0,33 por cento, acumulando em 12 meses alta de 4,76 por cento.

Em relação ao crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), as expectativas sofreram apenas pequenos ajustes. Para este ano o levantamento aponta expansão de 0,48 por cento, sobre 0,49 por cento antes, enquanto para 2018 a projeção foi elevada em 0,01 ponto, para 2,40 por cento.

(Por Camila Moreira)

 

http://br.reuters.com/article/topNews/idBRKBN16K1DI-OBRTP

2 total views, 1 views today

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta