Homem matou presidente de diretório do PMDB para não pagar dívida

Luiz Antônio foi morto no dia 8 deste mês, em Caarapó

0
421
Vítima foi executada quando seguia para fazenda que era dona - Foto: Caarapó News

Luiz Antônio Leite Fernandes, 56 anos, que era presidente do diretório do PMDB e também atuava como produtor rural, foi assassinado por causa de dívida no ramo do agronegócio. Autor, já identificado, matou para não pagar a conta, conforme informação do delegado Ricardo Meirelles.

O crime ocorreu no dia 8 deste mês, em estrada vicinal de Caarapó. A vítima seguia de motocicleta para fazenda que era dona quando foi surpreendida por pistoleiros e morta com tiro de espingarda, calibre 12, no tórax.

Em entrevista à reportagem, hoje, o delegado que preside o inquérito policial comentou que diversas hipóteses que eram consideradas inicialmente foram destacadas e que os trabalhos, agora, têm linha definida.

No entanto, para não comprometer investigação, a autoridade policial preferiu manter em sigilo nome do assassino e quantia da dívida que motivou a morte de Luiz.“Autor devia uma quantia em dinheiro para a vítima e como estava sendo pressionado a pagar decidiu matar”, afirmou Ricardo Meirelles.

Ainda de acordo com a autoridade, Luiz era do ramo do agronegócio e estava envolvido em diversas negociações de compra e venda de terra, grãos e insumos. “Tenho o valor da dívida que motivou o crime, mas ainda não posso divulgar. Até o fim deste mês, espero ter concluído o caso”, sinalizou.

Comentários no Facebook