Dorival Júnior muda ataque do São Paulo e dá nova chance para Cueva

0
49

GloboEsporte.com – Marcelo Prado

A tarde foi de muito trabalho para o técnico Dorival Júnior, que começou a preparar o São Paulo para enfrentar Atlético-GO, nesta quinta-feira, no estádio do Morumbi, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O comandante deu um treino tático que foi pausado várias vezes e montou um time titular com a seguinte formação:

Renan Ribeiro, Buffarini, Arboleda, Rodrigo Caio e Junior Tavares; Jucilei e Petros; Wellington Nem, Cueva e Jonatan Gomez; Lucas Pratto

Foram duas mudanças em relação ao time que perdeu para o Santos por 3 a 2, no último domingo. Denilson e Marcinho, que não tiveram boas atuações, foram substituídos por Wellington Nem e Cueva, que voltou a ganhar uma chance na equipe titular após ter sido barrado pelo interino Pintado no último final de semana. O peruano está envolvido em uma possível transferência para o Besiktas, da Turquia, mas o diretor executivo Vinícius Pinotti voltou a afirmar nesta terça-feira que não existe proposta oficial pelo camisa 10.

Dorival deu o trabalho tático em duas etapas nesta terça-feira. Na primeira, ele fez um treino específico para os defensores. Ele montou a defesa titular e postou os dois volantes à frente. Eles tinham que enfrentar oito jogadores do time reserva, que atacavam ora pela direita, ora pela esquerda. Depois, ele fez a mesma atividade para os reservas. A defesa reserva foi montada com Bruno, Lugano, Douglas e Edimar, com Eder Militão e Wesley à frente.

Após essa parte, mudou-se enfoque e o treinador passou a cuidar da parte ofensiva. Arboleda e Rodrigo Caio ficaram em cima da linha de meio-campo. Os nove atletas restantes foram posicionados à frente. Nessa etapa, o treinador falou muito, mostrou como devia ser o posicionamento dos atletas.

Primeiro esboço de escalação de Dorival Júnior no São Paulo (Foto: GloboEsporte.com)

Primeiro esboço de escalação de Dorival Júnior no São Paulo (Foto: GloboEsporte.com)

Pelo lado direito, por exemplo, Dorival ora pedia para Nem avançar pelo lado direito, ora recuar para buscar a bola. Quando Nem voltava, Buffarini avançava pelo meio para aparecer como surpresa na frente. Do lado esquerdo, o mesmo ocorria com a dupla formada por Junior Tavares e Jonatan Gomez.

Cueva, sempre centralizado, ora vinha buscar o jogo, ora corria nas costas de Douglas, quarto-zagueiro reserva para receber a bola em condições de finalizar.

Lucas Pratto, com a movimentação dos jogadores de frente, mostrou comportamento diferente dos últimos jogos, quando recuava muito para buscar a bola. Ele entrava toda hora na área para esperar o passe e poder finalizar.

Nesta quarta-feira, haverá novo trabalho na parte da tarde no CT da Barra Funda. Será o último antes do importantíssimo duelo de quinta-feira. Com 11 pontos e ocupando a 19ª colocação, o Tricolor precisa vencer o lanterna de qualquer maneira para iniciar uma recuperação no Campeonato Brasileiro. Uma vitória e uma combinação de resultados podem fazer a equipe sair da zona de rebaixamento.

Comentários no Facebook