Medicina da UEMS é o curso mais concorrido entre Universidades de MS

0
>

O curso de Medicina da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) é o mais concorrido entre as Universidades do Estado. Com 800,27 pontos, o curso obteve a maior nota de corte (ampla concorrência) no Sisu entre as Instituições de Ensino Superior do Estado. Os dados são do Ministério da Educação (MEC).

Na região Centro-Oeste, o curso obteve a segunda maior nota de corte (ampla concorrência) e ficou atrás apenas do curso de Medicina da Universidade de Brasília (UNB), com 815,31 pontos.

De acordo com as notas divulgadas pelo MEC, o curso de Direito da UEMS, da Unidade de Dourados, é o segundo da Instituição com maior nota de corte (730,72 pontos) e, na sequência, o curso de Direito da Unidade de Naviraí (721,41 pontos) e o curso de Direito da Unidade de Paranaíba (720,35 pontos).

Matrículas

As matrículas dos alunos convocados devem ser feitas nos dias 5, 6 e 7 de fevereiro de 2018, das 13h às 18h, em todas as Unidades da UEMS, exceto na Unidade de Aquidauana, que serão realizadas das 7h às 11h e das 13h às 17h. Confira AQUI o Edital de Convocação.

As matrículas podem ser feitas pelos alunos classificados, presencialmente, ou por representantes, portando uma procuração simples (modelo no edital), nas Coordenadorias de Cursos. No caso dos alunos cotistas negros classificados, as matrículas devem ser feitas, apenas, presencialmente. Não serão aceitas matrículas por procuração simples de alunos cotistas negros.

Os alunos cotistas negros devem passar por uma das Bancas de Avaliação que estarão disponíveis das 13h às 17h, nas Unidades Universitárias de Aquidauana, Campo Grande e Paranaíba. Na Unidade Universitária de Dourados, o atendimento da Banca de Avaliação será das 08h30 às 11h horas e das 13h às 17h.

A UEMS oferta 2.338 vagas em 57 cursos de graduação pelo Sisu 2018. As vagas são para 27 licenciaturas, 28 bacharelados e dois cursos tecnológicos, ofertados nas Unidades Universitárias de Amambai, Aquidauana, Campo Grande, Cassilândia, Coxim, Dourados, Glória de Dourados, Ivinhema, Jardim, Maracaju, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba e Ponta Porã.

Das vagas, 704 são destinadas a ações afirmativas – cotas para acadêmicos negros (20%) e indígenas (10%), sendo a única universidade brasileira a reservar este quantitativo em todos os cursos de graduação para indígenas.

Lista de Espera

Os que não forem selecionados para a sua primeira opção de curso poderão participar da lista de espera, entre 29 de janeiro e 7 de fevereiro. Para isso, deverão acessar o seu boletim, na página do Sisu, e manifestar o interesse. A partir de 9 de fevereiro será feita a convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições.

Mais informações: http://www.uems.br/perguntas_frequentes

Douradosnews

loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here