Dólar fecha primeiro pregão de março em alta.

O dólar fechou em alta ante o real nesta quinta-feira (1º), em sintonia com a trajetóriada moeda ante divisas de emergentes no exterior com o avanço da aversão ao risco após notícia sobre tarifas de importação para aço e alumínio nos Estados Unidos.

A moeda norte-americana subiu 0,34%, vendida a R$ 3,2534.

“Investidores americanos estão preocupados que o presidente Trump tenha iniciado uma guerra comercial entre países”, comentou à reuters o diretor de operações da corretora Mirae, Pablo Syper.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta-feira que seu governo vai impor tarifas de importação para aço e alumínio de 25% e 10%, respectivamente, na próxima semana.

As bolsas norte-americanas caíram fortemente, com temores de que uma guerra comercial eleve as preocupações sobre os aumentos de juros no país.

Mais cedo, em seu segundo depoimento ao Congresso norte-americano, desta vez no Senado, o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, disse que não vê fortes evidências de inflação salarial e que não há sinais de que a economia norte-americana está superaquecendo.

Na terça-feira, em seu primeiro depoimento na Câmara, ele havia sinalizado que os juros nos Estados Unidos podem subir mais rapidamente do que o inicialmente previsto.

Para o presidente do Fed de Nova York, William Dudley, quatro altas de juros pelo Fed neste ano, no entanto, configurariam um aperto “gradual” da política monetária. O Fed projetou em dezembro três altas de juros em 2018.

No exterior, o dólar passou a cair ante a cesta de moedas, mas subia ante divisas emergentes, como o peso mexicano e a lira turca.

O Banco Central não anunciou qualquer intervenção para o mercado cambial nesta quinta-feira. Em abril, vencem US$ 9,029 bilhões em contratos de swap cambial tradicional – equivalentes à venda de dólares no mercado futuro.

DouradosNews…

loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here