Maio Laranja combate exploração de crianças e adolescentes

Panfletagem conscientiza para abusos contra crianças e adolescentes

Ponta Porã celebra a campanha ´Faça Bonito´ com palestras e atividades de conscientização

A prefeitura de Ponta Porã, através da secretaria municipal de Assistência Social do CREAS, desenvolve a campanha ´Maio Laranja´ contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Na manhã desta sexta-feira, dia 18, ocorreu panfletagem da campanha “Faça Bonito”, conscientizando para a prática de abusos. Em Mato Grosso do Sul, 85% das notificações de estupro são cometidas em ambiente familiar e contra crianças e adolescentes. O ‘Maio Laranja’ foi instituído no calendário estadual, por meio da Lei nº 5.118 e simboliza o enfrentamento contra essa violência.

A campanha ‘Maio Laranja’ tem cartilha em nível estadual distribuída aos alunos das escolas públicas do Estados. O objetivo é conscientizar crianças e adolescentes para denunciar abusos que possam ser vítimas o que tenham conhecimento. O Dia 18 de maio, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro e que já alcançou nesses 16 anos muitos municípios do nosso país.

Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.

A proposta do “18 de maio” é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

Conforme o Projeto Nova, ONG (Organização Não Governamental) idealizadora da iniciativa, ao mês foi escolhido em função de 18 de maio, quando se celebra, em todo o país, o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Em Ponta Porã, intensa programação está sendo desenvolvida com palestras explanando as ações e a importância do combate ao crime sexual contra crianças e adolescentes. Na tarde desta sexta-feira, 18, atividades no Parque dos Ervais marcam o ápice das ações desencadeadas.

A abertura da programação aconteceu na escola municipal ´Dora Landolfi’. A Prefeitura Municipal de Ponta Porã, através da Secretaria de Assistência Social e CREAS, iniciaram a campanha de 18 de maio “Faça Bonito”, tendo como objetivo conscientizar e combater o abuso e exploração sexual em crianças e adolescentes.

Neste mês de maio, a equipe do CREAS, está realizando palestras nas escolas do município e no dia 18, fará uma programação especial com vários parceiros, a partir das 13hs no Parque dos Ervais, proporcionando um momento de brincadeiras e lazer para as crianças. Na quarta-feira, 09, a equipe esteve na escola Dora Landolfi no distrito de Sanga Puitã.

MAIO LARANJA – O objetivo é que, no mês de maio de cada ano, em nível nacional seja promovida atividades visando a conscientização, prevenção, orientação e combate ao abuso e à exploração sexual no âmbito de atuação do Poder Público Municipal.

A cor laranja foi escolhida para marcar a campanha como um sinal de “alerta” de que precisamos estar atentos à uma realidade à nossa volta, muitas vezes, bem perto de nós, que precisa da nossa ação para ser combatida.

O projeto busca ressaltar a importância do Poder Público Municipal implementar um Plano de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes que garanta atenção à toda a família por meio da atuação em rede, fortalecendo, assim, a aplicabilidade da Lei Federal 8.069/90, que é o Estatuto da Criança e do Adolescente.

O estabelecimento de um mês destinado à conscientização sobre a realidade da exploração sexual de crianças e adolescentes é de suma importância já que o tema é de grande complexidade, tanto na vida dos que sofrem o abuso quanto para os que estão à sua volta e convivem com as marcas deixadas por estas ações.

O projeto também objetiva sensibilizar os profissionais da saúde e da educação, assim como a sociedade em geral, sobre os aspectos, os sinais de identificação e as consequências da violência sexual, dando publicidade aos canais de denúncias.

A conscientização sobre o tema e a prevenção contra o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes são os meios mais eficazes que o Poder Público tem para tratar do assunto, em vez de tentar minimizar os seus efeitos depois que os atos são consumados contra as vítimas.

Assessoria

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here