Pistoleiros executam brasileiro a tiros de metralhadora na fronteira

Um jovem brasileiro foi morto a tiros por armas automáticas por volta das 19h na quinta-feira, 26 de junho, dentro de um condomínio fechado nesta cidade. Ele seria o filho de um suposto contrabandista de cigarros.

Segundo dados preliminares, a vítima fatal é João Víctor Richena Costa, 17 anos , filho de Fabio Costa, conhecido como “Pingo” e Lucía Richena.

O jovem foi metralhado por pistoleiros dentro de uma caminhonete, da marca Toyota Tundra, com chapa nº YAU 152, modelo 2017, está registrado em nome de seu pai.

Segundo a polícia, o jovem tinha acaba de entrar no condomínio  em Salto de Guaira (PY) fronteira com o Brasil quando recebeu mais de 30 tiros de uma metralhadora automática. Presume-se que o pistoleiro  já estivesse esperando por ele no local, perto da casa onde ele mora.

O jovem tentou manobrar para escapar, e até chegou a passar no banco do passageiro, mas foi atingido por um monte de balas, principalmente na cabeça e morreu no local.

O condomínio onde ocorreu o crime está localizado na saída da cidade, a caminho do aeroporto localizado em Colonia Canindeyú. A propriedade é totalmente vedada, mas faz fronteira com um perímetro de área arborizada, as margens do rio Piratiy. Presume-se que o pistoleiro teria entrado no local através do rio de barco, vindo do Brasil.

De acordo com o ABC Color este crime seria um acerto de contas, já que seu pai estaria envolvido no contrabando de cigarros e outros negócios de fronteira, segundo fontes policiais. O corpo do jovem foi transferido para o hospital Regional para inspeção dos forenses.

 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here