2ª Vara Criminal de Ponta Porã tem grande baixa processual com apoio da CPE

A 2ª Vara Criminal da comarca de Ponta Porã (MS) conseguiu fazer uma baixa expressiva no acervo processual, passando de 6.290 processos e procedimentos em meados de 2016, para 3.764 em agosto de 2018. Para se chegar a este resultado, o juiz titular, Marcelo Guimarães Marques, conta que imprimiu rotina própria de trabalho e que a Central de Processamento Eletrônico (CPE) teve papel preponderante no resultado.

O magistrado assumiu a vara criminal em 2014 e, em julho de 2016, a CPE começou a atuar na maioria dos feitos. Nesta época existiam 2.635 procedimentos (cartas precatórias, inquéritos e flagrantes) e 3.655 processos. Atualmente este número é de 747 procedimentos e de 3.017 processos. Houve uma diminuição nesse período de 40,16% do acervo total, de 17,46% dos processos e de 71,66% dos procedimentos.

“Muitos desses procedimentos que eram inquéritos se tornaram processos com a evolução da classe, o que demandou um trabalho intenso nos julgamentos e nos arquivamentos”, diz.

A 2ª Vara Criminal tem competência para julgar casos como roubo, violência doméstica e tráfico de entorpecentes. Pela localização geográfica e histórico da região, o crime de tráfico é intenso na comarca, mas isto não foi impeditivo.

Fonte: Ponta Porã Informa

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here