Força Tática de Ponta Porã prende argentino que matou matou adolescente asfixiada em MT

Publicidade

Ontem (07) a Força Tática recebeu uma denuncia que populares reconhecerem o Argentino Jorge Santiago Demétrio de 44 anos, condenado em 2009 por matar por asfixia uma adolescente de 13 anos, no Centro de Cuiabá. O crime ocorreu no dia 21 de setembro de 2007.  Os policiais encontraram o mesmo em um bar conhecido no centro de Ponta Porã.

O Crime 

Segundo restou apurado pela polícia à época, o argentino, que era vizinho da vítima, cometeu o crime quando a adolescente voltava de uma padaria, por volta das 6h. Conforme o MP, a jovem foi abordada pelo homem, que teria tentado estuprá-la. A menor reagiu e ele não conseguiu consumar o ato, razão pela qual o homem decidiu matá-la por asfixia. À Justiça, Demétrio confessou o crime.

“O denunciado, então, para assegurar a impunidade do crime sexual, ceifou a vida da vítima, mediante asfixia e utilizando-se de recurso que dificultou sua defesa”, diz trecho da denúncia.

Segundo o MP, o argentino inseriu uma camisa pólo, que havia sido torcida, dentro da boca da vítima e, com o auxílio de um cordão elástico, finalizou a mordaça, “causando na vítima sufocação e impedindo qualquer possibilidade de respiração, levando-a a morte por asfixia mecânica”. Na sequência, Demétrio teria tentado esconder o corpo da vítima.

Ao prestar depoimento na Justiça, a ex-namorada do argentino afirmou que o encontrou cavando o quintal e que ele aparentava estar sob o efeito de drogas. O corpo da adolescente foi encontrado embaixo de uma cama de casal e o argentino foi preso em flagrante. Demétrio já havia sido preso antes pelo crime de furto, em Dourados (MS).

Demétrio passou por exame de sanidade mental, na época de sua prisão, que apontou que ele estava em condições consideradas normais para entender a  ação que praticava. A psiquiatra que realizou o laudo de sanidade mental no acusado foi ouvida no júri e confirmou que ele estava lúcido.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here