Após ligação de Bolsonaro, presidente da China oferece ajuda para Brasil contra coronavírus

O presidente da China, Xi Jinping, disse hoje (24), após uma conversa telefônica com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que seu país está pronto para ajudar o Brasil na luta contra o coronavírus.

De acordo com a agência de notícias do governo chinês, Xinhua, Xi teria afirmado ao presidente brasileiro que está pronto para fornecer assistência ao Brasil, no que estiver “dentro de suas possibilidades”.

A conversa entre os dois mandatários aconteceu na esteira de um atrito entre os governos de ambos os países, após o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) – filho de Jair – culpar o governo chinês pela pandemia de coronavírus, em sua conta no Twitter. À época, o embaixador chinês no Brasil exigiu uma retratação por parte de Eduardo e alertou sobre um possível abalo na relação entre as duas nações.

Hoje, mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro disse no Twitter que, em sua conversa com Xi, foram reafirmados laços de amizade, troca de informações e ações sobre o Covid-19, além da ampliação de laços comerciais.

A China é o maior parceiro comercial do Brasil e foi o primeiro país a ser duramente atingido pelo contágio do coronavírus, registrando até hoje 81,6 mil casos de contágio e 3.276 mortes, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ontem, os chineses reabriram 115 atrações turísticas na Província de Hubei, que foi o epicentro da epidemia. Autoridades do gigante asiático também já afirmam que o país se encontra em “baixo nível de contágio”. Atualmente, o epicentro da pandemia é a Itália, que registrou 5.476 mortes e tem 59 mil pessoas contaminadas.

Midiamax

🔥377

Deixe sua opinião