Bolsonaro diz que baixa transmissão por assintomáticos é brecha pra flexibilizar

Em reunião do Conselho de Governo transmitida ao vivo nesta terça-feira (9), presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirma que baixa transmissibilidade de coronavírus por assintomáticos informada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) nessa segunda-feira (8) pode ser indicativo de fim de medidas de isolamento em estados e municípios.

O chefe do Executivo defende reabertura de shoppings e comércio em geral e diz que conta com cobertura da imprensa para “voltarmos à normalidade de tínhamos no começo de ano”.

Presidente disse que OMS foi seguida “quase que de forma cega” no Brasil, chama isolamento social de “confinamento”. Ele afirma que houve “pânico pregado pela grande mídia” que deve ser “dissipado” com informação da organização

O vice-presidente, Hamilton Mourão criticou repercussão internacional contrárias às medidas e declarações do governo federal e as classificou como “injustas”.

Na última sexta, presidente Bolsonaro ameaçou saída do Brasil da OMS, acusando entidade de atuação “ideológica”

“Ou a OMS trabalha sem viés ideológico, ou vamos estar fora também. Não precisamos de ninguém de lá de fora para dar palpite na saúde aqui dentro”, disse.

Fonte: O Tempo

Deixe sua opinião