Capital terá Dia Livre de Impostos na quinta-feira

Serviços e produtos serão comercializados sem impostos em lojas participantes

Na próxima quinta-feira (4), será realizado em Campo Grande o Dia Livre de Impostos (DLI), que acontecem todos os anos para conscientizar consumidores sobre a quantia que pagam em impostos. Lojistas participantes comercializarão produtos e serviços sem os valores referentes aos impostos, arcando eles mesmo com os descontos no dia.

De acordo com a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Inês Conceição Santiago, a lista com as lojas participantes ainda está sendo finalizada, mas vão participar postos de gasolina, restaurantes, serviços de entrega e até supermercados. “Esse ano tivemos que fazer adequações por causa da pandemia. Em postos de combustíveis e serviços de delivery não tem problema, mas estamos orientando para os outros estabelecimentos que sejam feitas medidas para evitar aglomerações”, explicou.

Inês também comentou que as cargas tributárias são um grande peso para todos os empresários. “São tributos altíssimos que oneram o crescimento das empresas e em muitos casos têm matado a empresa, antes mesmo do seu primeiro aniversário”.

O Brasil é o 14◦ que mais arrecada impostos, em um ranking de 30 países, e está em último como país que melhor retorna o dinheiro em benefícios à população. Em média, o brasileiro trabalha 153 dias (5 meses) por ano, apenas para pagar impostos.

O DLI é uma ação organizada pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) com participação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs) de todo o país. Em Mato Grosso do Sul, a DLI será realizada pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL MS), com a CDL CG e CDL Dourados.

Impostos

Durante a pandemia, alguns produtos e serviços se tornaram obrigatórios e necessários. A carga tributária para o álcool em gel e para as máscaras cirúrgicas são de 22,93%, sendo 5,93% Federal e 17% Estadual. Para a luva cirúrgica estéril a tributação chega a 23,16%. Sabonete está tributado em 23,36%.

Conforme dados do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), a luva possui carga tributária de 40,85%, e as luvas cirúrgicas estão com tributação de 29,68%. Já o sabonete, 37,09%.

Fonte: Campo Grande News

Recomendado:

🔥53

Deixe sua opinião