Governo assina acordo para reajustar salários da Polícia Penal Federal

0
5
Banner 300x250

O Ministério da Gestão e da Inovação firmou nesta terça-feira (16) um acordo para reajustar os salários de carreiras da Polícia Penal Federal. Segundo a pasta, a média de aumento salarial será de cerca de 60%.

A atualização foi acordada após uma série de reuniões entre representantes do ministério e da categoria, como a Federação Nacional dos Policiais Penais (FENASPPEN).

De acordo com o ministério, o salário do topo da carreira subirá de R$ 13 mil para R$ 20 mil. A pasta não informou qual será o reajuste para as outras faixas e quando o aumento passará a valer.

A Polícia Penal Federal surgiu em 2019 após a promulgação de uma emenda constitucional, que equiparou os agentes penitenciários aos integrantes das demais polícias. São aproximadamente 1,6 mil servidores, distribuídos em cinco penitenciárias federais.

– Enquanto a nossa revisão é feita, decidimos pausar temporariamente os títulos de recordes de cães mais velhos [do mundo]. Até estabelecermos a verdade – disse ele ao Guardian.

Falta de provas e dúvidas

Assim que o Guinness atribuiu o título a Bobi, no ano passado, especialistas logo levantaram dúvidas sobre a veracidade do recorde. Biologicamente, significaria dizer que um ser humano viveu 200 anos.

Uma das supostas provas fotográficas apresentadas mostraria Bobi em 1999. No entanto, as patas parecem diferentes das do cão que morreu recentemente. Além disso, outra dúvida é sobre o registro. Embora a idade dele tenha sido registrada na base de dados para animais de estimação, a mesma é baseada na autocertificação dos donos.

Outra questão é que os testes genéticos apenas confirmaram que o cão era velho, mas não a sua idade exata. Supostamente nascido em Portugal no dia 11 de maio de 1992, Bobi tinha uma dieta à base de alimentos crus e cozinhados e andava livremente. O tutor, Leonel Costa, tinha apenas 8 anos quando evitou que o pai abatesse o animal.

Cachorro foi mantido em segredo

Depois disso, o cachorro foi mantido em segredo por um tempo, até que o pai descobriu e permitiu que o filho continuasse com o animal. Intrigado com o assunto, Matt Reynolds, autor no portal Wired, afirmou que o Guinness World Records ainda não concluiu a investigação.

Após questionar o Sistema de Informação de Animais de Companhia (SIAC), ele foi informado que o tutor registrou o cão como tendo nascido em 1992, mas que não havia documentação que comprovasse a informação – algo comum, já que, em Portugal, o registro para cães nascidos antes de 2008 só passou a ser obrigatório em 2020.

Diante disso, Reynold resolveu procurar profissionais que entendam do assunto. Enikő Kubinyi, especialista em longevidade canina na Hungria, não está convencida de que Bobi tenha chegado aos 31 anos. Ela admitiu que os registos veterinários não são confiáveis.

G1

Relacionado

Deixe sua opinião