Banana e carne puxam 2ª alta consecutiva do preço da cesta básica

Pelo segundo mês consecutivo, o preço da cesta básica em Campo Grande registrou alta, 3,12%, sendo a 6ª mais cara do Brasil, conforme levantamento do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). Pela pesquisa, o valor praticado em novembro foi de R$ 422,06, consumindo 45,97% do salário mínimo.

Levando-se em conta somente o percentual, é a terceira maior alta no país, representando aumento de R$ 12,76 em relação aos preços praticados em outubro.

Segundo o Dieese, os aumentos mais expressivos foram no valor comercializado na banana (7,55%), manteiga (7,34%), carne bovina (7,02%), açúcar cristal (4,95%) e óleo de soja (4,66%). No penúltimo mês do ano, foi observada estabilidade no preço do leite de caixinha, que manteve preço médio de R$ 3,56 o litro.

Este é o segundo aumento consecutivo do valor da cesta básica, que havia passado de 2,73% em setembro para 3,10% em outubro.

No levantamento feito com 16 capitais e Distrito Federal, Florianópolis (SC) registrou o maior preço, R$ 478,68. Na sequência, aparecem São Paulo (R$ 465,81), Vitória (R$ 462,06) e Rio de Janeiro (R$ 455,37). Os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 325,40) e Salvador (R$ 341,45).

https://www.campograndenews.com.br/economia/banana-e-carne-puxam-2a-alta-consecutiva-do-preco-da-cesta-basica
🔥40

Deixe sua opinião