Ronaldinho Gaúcho é detido com suspeita de usar passaporte falso no Paraguai

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho foi detido na noite desta quarta-feira, 4, em Assunção, no Paraguai, porque estaria usando um passaporte falso, segundo a polícia local. O irmão do ex-atleta, Assis Moreira, também foi detido pelo mesmo motivo.

De acordo com Ministério do Interior do Paraguai, os passaportes adulterados foram encontrados no quarto de hotel em que Ronaldinho Gaúcho estava hospedado durante uma busca realizada pela Polícia Nacional.

O ex-jogador de futebol e seu irmão não foram levados para uma delegacia. Eles ficaram sob custódia no hotel Yatch y Golf Clube, onde estão hospedados, segundo a imprensa paraguaia. Uma audiência com representantes do Ministério Público local foi marcada para esta quinta-feira, 5.

Ronaldinho Gaúcho foi ao Paraguai para agendas comerciais em Assunção, capital do país.

Passaportes apreendidos pela Justiça

Ronaldinho e o irmão tiveram os passaportes apreendidos, em 2018, por não terem cumprido uma condenação judicial que os obrigava a pagar uma multa de R$ 8,5 milhões por danos causados numa área de preservação em Porto Alegre (RS).

Embaixador do Turismo

Ronaldinho Gaúcho foi escolhido pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em 2019, como embaixador do turismo brasileiro. O passaporte brasileiro e espanhol apreendido pela Justiça não foi empecilho para a nomeação.

Mesmo sem poder viajar para países que exigem passaporte, a página oficial da Embratur, apresenta Ronaldinho Gaúcho como a pessoa que tem a missão de”recuperar nossa imagem internacionalmente”.

Catraca Livre

Deixe sua opinião