GCMFron monitora familiares de mulher com coronavírus em Ponta Porã

Guarda Civil Municipal de Fronteira, com equipamentos de proteção, intima familiares da mulher que está na UTI do Hospital Regional com Covid-1, para cumprirem rigorosamente a quarentena e se isolarem em casa. A desobediência pode gerar até prisão.

Veja o caso:

Uma mulher de 41 anos que veio de Ribeirão Preto e já estava com os sintomas deslocou-se com o parceiro até Ponta Porã a procura de emprego, segundo informações são três pessoas em isolamento que teve contato com a mulher. Em entrevista na manhã deste sábado (04) O prefeito Hélio Peluffo Filho juntamente com o secretário de saúde Patrick Derzi, fizeram uma coletiva de imprensa para atualizar as informações sobre o covid-19 e também reforçar a importância do isolamento social, Cuidar dos idosos, ficar em casa, sair somente se for necessário essas são as atitudes primordiais.

Este novo caso apesar de está sendo tratado em Ponta Porã vai ser registrado oficialmente no estado de São Paulo pois, a vítima da doença que possui comorbidades, diabetes e hipertensão foi notificada em Ribeirão Preto. Ela encontra-se neste momento entubada em estado grave porém apresenta melhoras a cada dia. O hospital Regional conta com 10 leitos com respiradores que vai ser ampliado para atender uma grande quantidade de infectados.

🔥637

Deixe sua opinião