Benfica pode oferecer R$ 230 milhões para contratar Gerson e Bruno Henrique

Depois de Jorge Jesus ser anunciado como treinador do Benfica, uma série de especulações surgiram em relação à possibilidade dos Encarnados contratarem jogadores do Flamengo. Agora, o clube português cogita oferecer 40 milhões de euros (cerca de R$ 236 milhões) por Gerson e Bruno Henrique.

A informação foi divulgada pelo jornal português O Jogo. De acordo com a publicação, o principal obstáculo para a concretização da negociação está na forma de pagamento, já que o Benfica propõe depositar o dinheiro em parcelas, condição essa que não agrada o Flamengo.

Caso acertem suas transferências para Portugal, a tendência é que Gerson e Bruno Henrique fossem titulares absolutos do Benfica, principalmente por conta da confiança que Jesus deposita nos jogadores. Enquanto o primeiro chegaria para ser um segundo meio-campista, o segundo viria para ser um atacante de velocidade.

Gerson foi contratado pelo Flamengo junto à Roma em julho do ano passado pelo valor de dez milhões de euros (cerca de R$ 42 milhões à época). Desde então, disputou 51 partidas e marcou cinco gols. Já Bruno Henrique desembarcou na Gávea em janeiro de 2019 depois de ser vendido pelo Santos por R$ 23 milhões.

Depois de grande ano de 2019 com a camisa do Flamengo, o atacante Gabigol foi contratado em definitivo pelo clube carioca no início da temporada atual. O jogador de 23 anos optou por permanecer no futebol brasileiro apesar da expectativa criada em torno de uma possível volta à Europa. Em entrevista ao jornal As, da Espanha, o camisa 9 explicou a decisão de ficar no Rubro-Negro.

“2019 foi um grande ano, o melhor da minha carreira. Houve muitos desafios e conquistas coletivas e individuais. Dei uma grande volta na minha vida pessoal e profissional. Amadureci em todos os sentidos. O Flamengo me ensinou a grandeza do clube, da maior torcida do mundo, o Rio de Janeiro me abraçou de uma forma que fiquei encantado. A entidade se estruturou e formou um elenco muito competitivo, que nos possibilitou ganhar títulos. Claro que tiveram propostas tentadoras da Europa, mas nesse momento senti o desejo de continuar aqui por tudo o que isso representava”, declarou.

Gabigol ainda afirmou que está mais preparado para uma nova tentativa de jogar no Velho Continente. “A opção de ir para a Europa vai chegar no momento certo, quando for bom para mim e para o Flamengo. Hoje sinto que estou muito mais preparado para enfrentar os desafios profissionais e pessoais de uma mudança de país”, explicou.

O atacante passou pelo futebol europeu entre 2016 e 2017, quando atuou por Inter de Milão e Benfica, respectivamente. No clube italiano, jogou apenas dez partidas e marcou um gol. Já em Portugal, ele entrou em campo cinco vezes e balançou as redes também em uma oportunidade.

Artilheiro, líder de assistências e melhor jogador do Campeonato Carioca, conquistado pelo Flamengo na última semana, em decisão contra o rival Fluminense, o camisa 9 também exaltou a importância do técnico Jorge Jesus para sua evolução como jogador. O comandante deixou o Rubro-Negro para retornar aos Encarnados.

“Jorge Jesus me ajudou muito na minha forma de pensar e executar. O futebol é um jogo de 11, e precisamos ter esse conhecimento, pois, com essa maturidade, pude me converter em um jogador completo, tomando sempre a decisão correta para o bem coletivo”, contou o jogador, acrescentando que a “Seleção Brasileira é um objetivo”.

Para completar, Gabigol elogiou o jovem Reinier, revelado no Flamengo e contratado pelo Real Madrid no início do ano. “É um garoto com muito talento e que nos ajudou muito no ano passado, apesar da pouco idade. Estou seguro de que tem todo o necessário para triunfar na Europa. O Real Madrid fez um bom investimento e vai colher os frutos no futuro”, concluiu.

Gazeta Esportiva*

🔥23

Deixe sua opinião