Casal executado na fronteira a tiros de fuzil tinham 26 e 27 anos

O homem estava no semiaberto e havia sido transferido em outubro de Campo Grande para Ponta Porã

Movimentação em rua onde casal foi executado com mais de 100 tiros de fuzil. Foram identificadas como Wellington Bruno Alves, de 26 anos, e Daiane Dias Constanci, de 27, as duas pessoas executadas na fronteira entre Brasil e Paraguai, na madrugada deste domingo (13).

Mais de 100 tiros de fuzil foram efetuados contra o carro do casal, que havia acabado de deixar cassino em Pedro Juan Caballero e já estava no lado brasileiro da fronteira, em Ponta Porã, a 323 quilômetros da Capital.

Wellington cumpria pena por tráfico de drogas em Campo Grande e estava no regime semi-aberto. Em outubro deste ano, havia conseguido transferência para Ponta Porã, onde mora a família. A justificativa foi o fato dele ter filhos pequenos na cidade.

Conforme boletim de ocorrência, as vítimas estavam em veículo modelo Hyundai HB20 Sedan, sendo Wellington o motorista. Peritos estiveram no local, assim como equipes da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã.

Campo Grande News

🔥8.7 K

Deixe sua opinião