Homem morto no Paraguai era considerado de alta periculosidade

0
63
Banner 300x250

Considerado de alta periculosidade devido a sequestros e assassinatos

Um dos dois mortos na operação “San Patricio”, que ocorreu nesta sexta-feira na Colônia Guavira no estado de Amambay território paraguaio, foi considerado de alta periculosidade por sua crueldade, sequestros que realizou e casos de assassinato, segundo o Chefe de Combate ao Sequestro da Polícia Nacional, Comissário Nimio Cardozo. casos de sequestro e assassinato, além da fuga da Penitenciária de Tacumbú e resgate do traficante Samura, entre outros.

Lazarte foi morto assim como outro criminoso cuja identidade ainda não foi revelada, dentro no âmbito da operação ‘San Patricio’ realizada pela Polícia Nacional que começou na quinta-feira com incursões.

“Ele era uma pessoa extremamente perigosa que realizou vários sequestros na área de Pedro Juan Caballero; o última foi no sábado e o O anterior foi no mês de novembro, para um empresário brasileiro”, acrescentou Cardozo.

“Tucano” foi morto em confronto armado na madrugada desta sexta-feira, assim como outro criminoso que esperam identificar nas próximas horas.


Relacionado

Deixe sua opinião