Polícia Ambiental prende pai e filho por pesca predatória no rio Paraguai e apreende pescado e equipamentos

0
108

A Polícia Militar Ambiental de Corumbá deteve dois pescadores por praticarem pesca predatória no rio Paraguai. Durante uma fiscalização na região próxima ao Estaleiro do Tamengo, os policiais encontraram pai e filho usando o método de pesca proibida conhecido como lambada, com garateia, e ainda capturando pescado abaixo do tamanho mínimo permitido.

Mesmo tendo iniciado a pescaria, os infratores já haviam capturado dois exemplares da espécie pintado, abaixo do tamanho mínimo permitido de 85 centímetros, configurando um crime ambiental. Além do pescado, pesando 10 kg, foram apreendidos a canoa e os equipamentos de pesca. Os pescadores, residentes em Corumbá com 45 e 22 anos, foram presos e levados à delegacia de Polícia Civil, onde serão autuados em flagrante. Se condenados, eles poderão pegar pena de um a três anos de detenção. A multa total aplicada foi de R$ 2.000,00 e o pescado será doado para uma instituição filantrópica após perícia.

Deixe sua opinião