Romero brilha nos pênaltis, Boca elimina o Palmeiras e avança à final

0
27
Banner 300x250

Deu Boca no Brasil

As estrelas do Boca Juniors e do goleiro Romero brilharam mais uma vez na Conmebol Libertadores. Nesta quinta-feira, os argentinos empataram com o Palmeiras em 1 a 1 no tempo normal – gols de Cavani e Piquerez -, no Allianz Parque, e garantiram a classificação para a decisão do torneio sul-americano nas cobranças de pênaltis: 4 a 2. Nas penalidades, Raphael Veiga e Gustavo Gómez pararam no goleiro argentino. Com a vaga garantida para enfrentar o Fluminense, o Boca avança para a final da Libertadores pela 12ª vez na história, sonhando com a sétima conquista, e impede a quarta final brasileira consecutiva no torneio.

Palmeiras 1 (2) x (4) 1 Boca Juniors - Melhores momentos - CONMEBOL Libertadores 2023

Palmeiras 1 (2) x (4) 1 Boca Juniors – Melhores momentos – CONMEBOL Libertadores 2023

Finalista sem vitória

Uma curiosidade do Boca Juniors finalista da Libertadores: os argentinos construíram toda a campanha no mata-mata com seis empates em seis jogos. O time de Jorge Almirón passou nas oitavas pelo Nacional – 0 a 0 e 2 a 2 – e nas quartas pelo Racing – 0 a 0 e 0 a 0. Contra o Palmeiras, 0 a 0 em Buenos Aires e 1 a 1 no Allianz Parque. Todos os confrontos foram vencidos nas cobranças de pênaltis.

Jogadores do Boca Juniors comemoram classificação contra o Palmeiras na Libertadores

Jogadores do Boca Juniors comemoram classificação contra o Palmeiras na Libertadores (Foto: Marcos Ribolli)

Freguesia

O Boca Juniors manteve seus 100% de aproveitamento contra o Palmeiras em mata-matas de Libertadores. Antes da semifinal deste ano, o clube argentino já havia eliminado o Verdão nas semis de 2001 e 2018, além do título de 2000. Em todos os confrontos, os brasileiros tiveram a possibilidade de disputar o segundo confronto em São Paulo, mas não tiveram sucesso em nenhuma das edições. Dos quatro confrontos, três foram decididos nas cobranças de pênaltis.

Gustavo Gómez perde o pênaltis em Palmeiras x Boca

Gustavo Gómez perde o pênaltis em Palmeiras x Boca (Foto: Marcos Ribolli)

Rumo ao Maracanã

A decisão da Conmebol Libertadores entre Boca Juniors e Fluminense será disputada no dia 4 de novembro, no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ). O clube carioca avançou para a decisão após eliminar o Internacional, na quarta-feira.

Primeiro tempo

Os mais de 80% de posse de bola do Palmeiras até os 15 minutos de jogo não se traduziram em pressão. A criação do Verdão se limitou a duas finalizações de fora da área de Gabriel Menino que não levaram perigo para Romero. O Boca, que manteve Merentiel e Cavani no ataque, se fechou bem no campo de defesa e buscou sair em velocidade para surpreender o time de Abel Ferreira. E surpreendeu: Merentiel se aproveitou de erro da defesa palmeirense, ganhou na velocidade de Gustavo Gómez e cruzou para Cavani completar de carrinho para o gol. Desorganizado e sem conseguir pressionar, o Palmeiras criou duas oportunidades com Rony, mas a tentativa de bicicleta e cabeçada passaram longe.

Cavani comemora gol em Palmeiras x Boca Juniors, pela Libertadores

Cavani comemora gol em Palmeiras x Boca Juniors, pela Libertadores (Foto: Marcos Ribolli)

Segundo tempo

Com Kevin e Endrick nos lugares de Artur e Marcos Rocha, o Palmeiras melhorou no jogo e passou a achar mais espaço no campo de ataque. Foi dos pés de Endrick que nasceu a melhor chance – ele encontrou Mayke em ótima posição dentro da área, mas o lateral não finalizou com força. A expulsão de Rojo, aos 20 minutos após falta em Endrick, fez Abel lançar o Verdão com tudo para o ataque, principalmente após a entrada de Flaco López na vaga de Gabriel Menino. Contra um Boca bem fechado na defesa, Piquerez empatou com um chute de fora da área que surpreendeu Romero. Nos acréscimos, o Palmeiras teve a bola da virada com Rony, que conseguiu bicicleta dentro da área, mas Romero fez boa defesa que garantiu o empate e levou a decisão para as cobranças de pênaltis.

Gol de Piquerez em Palmeiras x Boca Juniors

Gol de Piquerez em Palmeiras x Boca Juniors (Foto: Marcos Ribolli)

Globo.com*

Relacionado

Deixe sua opinião