Polícia Militar realiza exercício de treinamento com bombas de efeito moral e fuzis em simulação de assalto a Banco no MS

0
56
Banner 300x250

[Ribas do Rio Pardo, MS – Na noite de quarta-feira (1º), o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) conduziu um exercício de treinamento impressionante que simulou um ataque a instituições financeiras na cidade de Ribas do Rio Pardo, localizada a 98 quilômetros da capital do estado, Campo Grande.

No exercício, equipes especializadas executaram ações estratégicas de combate ao que é conhecido como “Novo Cangaço”, um tipo de crime que envolve assaltos a bancos em áreas rurais. As forças de segurança envolvidas no treinamento incluíram a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros Militar, demonstrando a importância da cooperação entre diferentes órgãos de segurança.

A simulação, que durou cerca de uma hora, começou com a chegada de 10 policiais, que se passaram por criminosos armados. Durante o combate aos “criminosos”, os policiais empregaram armamento pesado e bombas de efeito moral para aprimorar suas táticas de resposta em situações de alto risco. Além disso, como parte do exercício, vítimas voluntárias foram posicionadas nos capôs dos veículos para simular uma tentativa de fuga, visando evitar disparos contra os carros durante uma possível abordagem.

A Polícia Militar destacou que, a fim de garantir um ambiente de treinamento seguro e controlado, todo o entorno da agência bancária foi temporariamente interditado para que a simulação pudesse ser realizada sem interferências externas. No entanto, moradores locais tiveram a oportunidade de assistir ao treinamento de segurança de perto, respeitando as devidas precauções de segurança.

O Bope enfatizou que exercícios como esse desempenham um papel crucial no preparo das forças de segurança para lidar com situações de crise. O uso de tiros de festim e explosões faz parte do treinamento de combate, permitindo que as equipes estejam prontas para responder eficazmente a possíveis ameaças em instituições financeiras e garantir a segurança da comunidade.

Esse exercício é um exemplo do compromisso contínuo das forças de segurança em aprimorar suas habilidades e preparar-se para qualquer eventualidade, demonstrando a dedicação em proteger a população e manter a ordem pública.

Foto: Ribas Ordinário
Relacionado

Deixe sua opinião