História de Amor Virtual Vira Drama Real: Mulher deixa SP por Afeto Online e Acaba como Refém em MS

0
272
Banner 300x250

Uma denúncia à diretoria de uma escola municipal em Praia Grande, no litoral de São Paulo, desencadeou uma série de eventos chocantes, resultando em agressões a um estudante do 9º ano do ensino fundamental. A controvérsia teve início quando uma professora de artes foi demitida após beijar um aluno de 14 anos. A notícia se espalhou rapidamente entre os estudantes, gerando revolta e culminando em agressões que levaram o adolescente a ser hospitalizado.

A professora, demitida por má conduta após confessar o ocorrido em mensagens enviadas a uma aluna, relatou que o beijo ocorreu após um encontro casual na rua. A docente revelou seus atos à aluna, que prontamente denunciou à diretoria da escola, desencadeando uma reação em cadeia de violência. As ameaças partiram não apenas para a aluna denunciante, mas também para o colega agredido, intensificando o clima hostil na instituição.

Conforme o G1 a Prefeitura de Praia Grande emitiu nota informando a demissão da professora e destacou que o caso foi encaminhado ao conselho tutelar. A mãe do estudante agredido relatou que a diretora da escola permitiu que a professora tivesse acesso à identidade da denunciante, resultando em ameaças e agressões aos alunos. O advogado Ariel de Castro alerta para a possibilidade de apuração do crime de assédio sexual, caso se confirme a utilização do cargo para assediar o aluno.

As mães dos estudantes agredidos buscaram auxílio da Guarda Civil Municipal, registrando boletim de ocorrência e destacando a gravidade da situação. O ambiente escolar, agora marcado por tensões e receios, revela a importância de medidas urgentes para assegurar a segurança e integridade dos estudantes envolvidos.

Print de conversa em que professora de Praia Grande admite a aluna ter beijado aluno de 14 anos — Foto: Reprodução
Relacionado

Deixe sua opinião