Equipe do Gaeco faz busca em escritório de diagnóstico de imagem na capital de MS

0
161
Equipe do Gaeco durante cumprimento de mandado em escritório (Foto: Bruna Marques)
Banner 300x250

A equipe do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), que investiga empresas com contratos na área de saúde e educação com poder público, também está em prédio de escritórios na Avenida Afonso Pena.

Três policiais foram até uma sala que consta como endereço da Isomed Diagnóstico Ltda, ativa desde de março de 2015. A reportagem apurou que outra empresa, que presta serviços on-line, combinados de escritório e apoio administrativo ocupam a mesma sala. A informação é que o alvo seria um dos clientes dessa empresa, porém, sem detalhes.

Segundo dados cadastrais, a Isomed Diagnóstico tem como atividade econômica principal o serviço de diagnóstico por imagem com uso de radiação ionizante. Com capital social de R$ 106,4 mil, a empresa tem 14 sócios-proprietários. A reportagem não conseguiu contato com a pessoa que aparece no Redesim do governo federal como administrador.

A operação feita em conjunto com a Gecoc (Grupo Especial de Combate à Corrupção) apura contratos firmados com o Governo do Estado e prefeituras do interior. Mais cedo, policiais estiveram em escritório no Jardim Paulista, da Maiorca Soluções em Saúde, Segurança e Padronização Ltda, em atividade desde 2016.

A empresa está de mudança e deve desocupar o imóvel até dezembro. Por isso, as equipes só encontraram uma pessoa e caixas com luvas cirúrgicas e de leite especial. Não havia qualquer documento no local. O promotor Humberto Lapa Ferri, titular da 31ª Promotoria do Patrimônio Público de Campo Grande, acompanhava a operação e confirmou ao Campo Grande News que “essas empresas prestavam serviço tanto nas áreas de saúde quanto de educação”.

CAMPO GRANDE NEWS

Relacionado

Deixe sua opinião