Senador paraguaio é cassado após pedir morte de brasileiros e atacar polícia

O polêmico senador de extrema-direita do Paraguai, Paraguayo “Payo” Cubas Colomés, teve seu mandato no Senado cassado após um vídeo em que aparece agredindo policiais e pedindo a morte de 100 mil brasileiros que moram no país. A decisão foi tomada na tarde desta quinta-feira (28) e levou em consideração o fato de o parlamentar já ter recebido outras duas sanções na Casa.

“Bandidos brasileiros, bandidos! Invasores! Agora desflorestando o país […] Tem que matar aqui ao menos 100 mil brasileiros bandidos”, é o que Payo aparece gritando em vídeo gravado em Alto Paraná ao lado de um caminhão carregado com madeira. Em outras gravações feitas na região ele ainda agride um policial, toma uma viatura e invade uma delegacia.

A Associação Rural do Paraguai (ARP) foi uma das que pediu a expulsão do senador, temendo um conflito com o Brasil e reflexos nas relações comerciais. “Estamos preocupados pelos últimos acontecimentos do senador Cubas, acreditamos que ele passou de todos os limites aceitáveis. Há antecedentes de expulsão de senadores por casos muito mais leves”, disse Luis Villasanti, presidente da ARP.

Figura com longa trajetória na política, Cubas Colomés passou a ganhar os holofotes após radicalizar o discurso e a fazer ações absurdas, como defecar no escritório de um juiz de Ciudad del Este, jogar água e objetos em senadores e funcionários do Congresso. Em duas oportunidades, recebeu sanções do Senado por agressões contra colegas e injúrias contra o presidente da Casa.

Foram 23 votos a favor, 3 abstenções, 1 voto contrário e 18 ausências. Cubas comanda o Movimento Cruzada Nacional.

https://revistaforum.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *