UTI respiratória do Hospital Regional de Ponta Porã (MS) recebe aventais impermeáveis

Aventais serão utilizados como Equipamento de Proteção Individual para manejo de pacientes com Covid-19; itens foram confeccionados pelas costureiras do Fundo de Apoio à Comunidade de Ponta Porã 

O Hospital Regional Dr. José de Simone Netto, em Ponta Porã (MS), acaba de receber 20 aventais impermeáveis doados pelo Fundo de Apoio à Comunidade (FAC) do município. Os aventais serão utilizados na Unidade de Terapia Intensiva respiratória com a finalidade de proteger os profissionais de saúde durante manejo dos pacientes com Covid-19. A unidade é gerenciada pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Mato Grosso do Sul. “O avental é muito utilizado no manejo dos pacientes para evitar o contato com gotículas e aerossol quando se manipula as vias aéreas.

Também utilizamos para evitar a contaminação durante o banho do paciente e no encaminhamento para exames”, explicou o coordenador da UTI, Cássio Humberto Rocha. Os aventais foram confeccionados pelas costureiras do Fundo de Apoio à Comunidade, projeto que tem objetivo a capacitação de recursos financeiros destinados para incentivar o desenvolvimento de iniciativas e cursos profissionalizantes que incentivam a melhoria na qualidade de vida da comunidade e geração de renda imediata. “Esse trabalho delas é essencial para darmos continuidade para aquilo que nos propomos que é cuidar da vida das pessoas.

Estamos vivendo tempos de solidariedade e amor ao próximo e é isso que elas fazem”, ressaltou a primeira-dama de Ponta Porã e coordenadora da ação, Vânia Peluffo. Referência para Covid-19 – O hospital atende população de mais de 200 mil habitantes dos oito municípios da região sul do estado, conta com 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e é referência na microrregião para o tratamento dos casos de Covid-19.

A unidade adequou setor próprio para pacientes com sintomas respiratórios. Dentro dessa área há equipe específica com roupas e materiais de proteção individual, sala de estabilização respiratória com monitores, respiradores e uma Unidade de Terapia Intensiva.

*Assessoria

Deixe sua opinião

%d bloggers like this: