Equoterapia terá nova estrutura em parceria prefeitura e 11º RCMec

Programa atende crianças especiais com sessões de equoterapia

O programa de Equoterapia desenvolvido há vários anos e fortalecido na atual administração do prefeito Hélio Peluffo terá nova estrutura assim que as atividades sejam retomadas pós-pandemia. Parceria entre a prefeitura de Ponta Porã e o 11º RC Mec possibilitará melhor estrutura com a reforma a ser realizado pelo ´Onze´ e a prefeitura fortalecendo o trabalho programático desenvolvido pelos educadores do município.

O Centro de Equoterapia Cadu tem doze anos de atuação na cidade. O centro desenvolve suas atividades de equoterapia (método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar, nas áreas de Saúde, Educação e Equitação) desde abril de 2008. Na atual gestão, o programa foi fortalecido.

“A Equoterapia é um trabalho realizado por uma equipe altamente especializada e requer, além dos conhecimentos particulares de cada profissão, alto grau de conhecimento e familiaridade do nosso grande facilitador – o cavalo, pois só assim é possível obter excelentes resultados e com segurança”, explica a diretora Luciane Rosa Carrapateira.

Com a pandemia do coronavírus, as atividades estão suspensas, mas a parceria entre a prefeitura e o 11º RC Mec está fortalecida, explica a secretária de Educação, professora Leny Antunes Klais. Atualmente o programa tem como diretora a professora Luciane Rosa Carrapateira, acompanhamento da técnica em Educação Especial, professora Maxilaine Torres. “Agradecemos em nome do prefeito Hélio Peluffo essa parceria positiva com o 11º Regimento de Cavalaria Mecanizado proporcionando o fortalecimento do programa desenvolvido e possibilitando as aulas”, destaca Leny Klais. Nesta semana, representantes do Exército Brasileiro visitaram o local e o TC Fernando Monteiro de Castro, ex-comandante do 11º RC Mec já deu aval para fortalecimento da parceria com a reforma do prédio onde o programa funciona.

A Equoterapia é um método terapêutico reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina e Fisioterapia, relativamente novo no Brasil, porém muito estudado e praticado em países de primeiro mundo. Em Ponta Porã, a Equoterapia tem total participação do Exercito através do Regimento Marechal Dutra e da Prefeitura através da Secretaria Municipal de Educação.

O trabalho desenvolvido reflete em resultados positivos apresentados desde as primeiras sessões, e os resultados na maioria das vezes aparecem mais rapidamente do que em outros métodos terapêuticos, pois o cavalo possui um movimento tridimensional semelhante a marcha humana que estimula o sistema nervoso central de quem o monta, propiciando estímulos inatingíveis por outros métodos e mecanismos, sem dizer no aspecto psicológico, onde o animal com toda sua representatividade transmite ao seu cavaleiro ou amazona sensações capazes de aumentar sua auto-estima e segurança, possibilitando a superação de limites físicos e psicológicos.

O método promove relação de amizade e afeto entre a pessoa e o cavalo. A Equoterapia é um método utilizado para o tratamento das pessoas com vários problemas de saúde, como alguns tipos de paralisia. Desta forma, os especialistas expõem alguns motivos para a sua adoção no tratamento das pessoas.

Assessoria*

🔥119

Deixe sua opinião