Irmã do ex-deputado Renan Contar morre aos 37 anos, vítima da dengue

0
152
(Foto: Instagram)
Banner 300x250

Lívia Barbosa Contar faleceu após complicações da doença; jovem foi enterrada ontem em Campinas

O velório ocorreu na tarde de ontem (11), na cidade paulista, onde a família do parlamentar reside. Todos estão em choque com a perda inesperada da jovem.

O ex-deputado usou as redes sociais para lamentar a perda da irmã. “A dor de te ver partir assim só não é maior que o amor que sinto por você, minha irmã”, disse.

Há dois dias, Contar já havia pedido orações para Lívia. “Caros amigos e amigas, peço orações a todos que puderem, para minha amada irmã Lívia, que nesse momento se encontra internada (UTI) com complicações cardíacas, decorrentes de uma forte virose (dengue)”, publicou.

Lívia era formada em química e fez mestrado na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Ela deve ser considerada a terceira morte por dengue no boletim epidemiológico na cidade.  Desde o início do ano, Campinas registrou 9.982 casos da doença e dois óbitos.

De acordo com Contar, a irmã representava bondade, humildade e amor. “Lívia, você é e sempre será luz infinita em nossas vidas. A saudade que sinto de você nesse momento não cabe dentro de mim. Gratidão pela sua vida e pelos mais de 37 anos juntos em nossa amada família. Sei que um dia estaremos juntos novamente. Te amo, minha irmãzinha”.

Dengue – Em Mato Grosso do Sul, o último boletim divulgado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) no dia 8 de novembro confirmou 39.997 casos da doença desde o início deste ano.

Dengue matou 40 pessoas em 2023 e outros cinco óbitos seguem em investigação. Um novo relatório deve ser divulgado antes da próxima quarta-feira (15), com os números atualizados.

Para diminuir os casos de dengue é preciso interromper a cadeia de transmissão. E a única forma é eliminar os criadouros do mosquito. A orientação é não deixar água parada, nem nos menores recipientes.

Fonte: Campograndenews

Relacionado

Deixe sua opinião