Travessura Inusitada: Crianças Invadem Arena Esportiva e Acabam na Delegacia em Coxim

0
6
Banner 300x250

Uma partida de futebol entre crianças e adolescentes em Coxim – cidade a 253 quilômetros de Campo Grande – terminou em caso de polícia. A situação inusitada aconteceu nessa segunda-feira (15) depois que o prefeito da cidade, Edilson Magro, viu o grupo entrar em uma arena de esporte, que estava fechada para manutenção, por um buraco na cerca.

Quem conta como tudo começou, é o próprio prefeito.

Ao Primeira Página ele explicou que estava andando pelo bairro e viu as crianças e adolescentes (com idades de 12 a 15 anos) entrarem na Arena Esportiva – Vila do Pequi por uma abertura na cerca e por cima da grade. Como o local estava fechado para a troca da grama sintética, ele avisou a gerente de esporte da cidade.

A gerente, Thaila Cotrim, tentou resolver a situação, mas não conseguiu e por isso acionou a Polícia Militar e o Conselho Tutelar.

Os pais das crianças foram identificados e todos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil; para isso, foi usado até um ônibus do município.

Na unidade policial, um boletim de ocorrência por dano ao patrimônio público foi registrado e todos ouvidos. A situação causou revolta dos parentes das crianças que acharam a medida desproporcional, já que eles apenas jogavam futebol.

Segundo a Polícia Civil, a princípio as crianças entraram por uma abertura que já existia na grade, mas a perícia foi ao local para confirmar se nenhuma delas foi responsável pelo dano. Depois que todos foram ouvidos, as crianças e adolescentes foram liberados.,

 a prefeitura de Coxim informou que Conselho Tutelar trabalhou “com profissionalismo, conforme o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)”.

A legislação garante que adolescente, a partir dos 12 anos, já pode responder por ato infracional e ser levado para a delegacia, desde que acompanhado pelos pais e profissionais do Conselho.

“A Prefeitura de Coxim se solidariza com aqueles que foram encaminhados à delegacia para serem ouvidos, inclusive os menores de idade, e informa que colocou toda a nossa equipe a disposição para acompanhar a situação e prestar o apoio necessário. No entanto, também considera que os pais ou responsáveis devem se sensibilizar e orientar seus filhos que não se deve invadir ou depredar espaços públicos, que são de uso coletivo e devem ser respeitados e preservados”.

Nota enviada pela prefeitura*

Relacionado

Deixe sua opinião