Brasileiro acusado de assassinatos e tráfico de drogas é expulso da Bolívia

0
86
Banner 300x250

Grupos policiais especiais transportaram o criminoso até a fronteira com o Brasil. C. V. F. é investigado por cometer pelo menos sete assassinatos, fugir de duas prisões e fugir de uma operação, deixando seu carregamento de drogas para esposa e filho

 C. V. F. , o perigoso criminoso de nacionalidade brasileira  que caiu em Santa Cruz, na Bolívia, já foi entregue às autoridades brasileiras. A expulsão ocorreu na manhã desta terça-feira, 6 de fevereiro, operação realizada por grupos especiais de polícia.

O Ministro de Governo, Eduardo del Castillo, confirmou a expulsão do perigoso criminoso, procurado em seu país por cometer assassinatos e  traficar drogas; Ele também é acusado de ser membro de uma facção.

” A população é informada que hoje (terça-feira)  foi expulso  o cidadão brasileiro C V. F. ,  procurado em seu país por diversos crimes de homicídio e tráfico de drogas. O sujeito estrangeiro é um criminoso perigoso que estaria minimamente envolvido no assassinato de sete pessoas e seria membro de uma temida facção criminal de São Paulo, escreveu Del Castillo em suas redes sociais.

Explicou que o trabalho foi realizado  em conjunto entre os países da região no combate ao crime, dando frutos e permitindo maior segurança à população.

O brasileiro  de 38 anos, teria fugido de pelo menos duas prisões no Brasil. O vice-ministro de Segurança Cidadã, Roberto Ríos, informou que a captura do brasileiro ocorreu no  dia 1º de fevereiro desta gestão, em Santa Cruz de la Sierra. 

O brasileiro estava na região do terceiro anel, entre as avenidas Alemanha e Mutualista, em um alojamento. Após verificação policial,  ele entregou documentação falsa, também entrou em contradição e foi levado à delegacia.

Após verificação do documento, foi confirmado que o homem apresentou identificação falsa. Em coordenação com a Polícia Brasileira foi apurada a verdadeira identidade, descobrindo-se assim que se tratava de Caio Vinícius Fogaça das Neves, que fugiu de duas prisões, e no dia 19 de janeiro de 2024, em Mato Grosso, também escapou de uma operação policial, saindo drogas no valor de 700 mil reais (US$ 140.380,71) para sua esposa e um filho pequeno.

A esposa do brasileiro foi detida e o filho foi levado sob custódia das autoridades de proteção à criança no Brasil.

Relacionado

Deixe sua opinião