Autoridades alertam para faculdade clandestina em Pedro Juan Caballero

0
82
Banner 300x250

Um comunicado do Conselho Nacional de Educação Superior (CONES) informa que são ilegais as matrículas, pré-matrículas e qualquer tipo de publicidade e promoção por parte da Universidad Autónoma de Luque (UAL) em Pedro Juan Caballero.

O documento afirma que a UAL não possui qualquer autorização legal por parte das autoridades de educação superior do Paraguai. Mesmo assim, a entidade que ocupa a antiga sede da Universidad Privada Del Guairá (UPG), na Capital do Departamento de Amambay, vem funcionando normalmente com ofertas de vagas e aulas no curso de Medicina.

O CONES esclarece que os alunos matriculados e cursando classe, os certificados e títulos emitidos pela UAL não possuem qualquer validade. Ou seja, os universitários que estudam na faculdade irregular, correm o mesmo risco daqueles que concluíram o curso na UPG, que também não possui autorização de funcionamento, e que agora não conseguiram receber seus diplomas reconhecidos pelo CONES e estão impedidos de exercer a profissão ou participar de processos como o REVALIDA ou o Programa Mais Médicos do governo brasileiro e até mesmo no Paraguai.

Com a falsa promessa de progressão de semestre e descontos nas mensalidades, dezenas de estudantes deixaram as faculdades reconhecidas pelo CONES e se transferiram para a UAL e agora podem perder o dinheiro investido, tempo de estudo e ainda não serem aceitos pelas antigas instituições de ensino por cursarem alguns semestres em uma universidade fantasma.

Para atrair estes alunos, o UAL utiliza um selo de habilitação pelo CONES, o mesmo órgão do governo paraguaio que está denunciando as irregularidades que a faculdade está cometendo, oferecendo curso sem estar devidamente habilitada. Com isso, o prejuízo acaba ficando mesmo para centenas de brasileiros que acabam se matriculando nestas instituições irregulares.

Relacionado

Deixe sua opinião