Marcelino Nunes destaca liderança de Eduardo Campos na arrecadação de donativos para desabrigados do RS

0
26
Banner 300x250

O estado do Rio Grande do Sul, uma grande tragédia abalou a comunidade, deixando várias famílias desabrigadas e em situação de extrema vulnerabilidade. Diante desse cenário devastador, o prefeito Eduardo Campos liderou uma ação humanitária exemplar para arrecadar doações e prestar auxílio às famílias afetadas.

Eduardo Campos, juntamente com a Câmara Municipal de Ponta Porã, entidades civis organizadas e inúmeras pessoas anônimas, uniu esforços para mobilizar a população local em uma corrente solidária. Empresas locais, comerciantes, instituições de caridade e cidadãos comuns se uniram em um gesto de generosidade e empatia para ajudar aqueles que mais precisavam.

A colaboração da comunidade foi fundamental para o sucesso da iniciativa liderada pelo prefeito Eduardo Campos. As doações de alimentos, roupas, produtos de higiene e outros itens essenciais foram arrecadadas e distribuídas de forma organizada e eficiente, graças ao trabalho conjunto de voluntários e equipes dedicadas.

A solidariedade demonstrada por todos os envolvidos, desde as autoridades municipais até os cidadãos anônimos que contribuíram com o que podiam, foi um exemplo inspirador de união e apoio mútuo em tempos difíceis. A força coletiva dessas ações ressaltou a importância da solidariedade e da compaixão na construção de uma sociedade mais justa e acolhedora.

A atuação conjunta da Câmara Municipal de Ponta Porã, das entidades civis organizadas, das empresas locais e de cada pessoa que se dispôs a ajudar foi essencial para amenizar o sofrimento das famílias atingidas pela tragédia. O espírito de solidariedade e colaboração demonstrado nesse momento difícil evidenciou o melhor da comunidade local e reforçou a importância do apoio mútuo em momentos de adversidade. O projeto Agente Mirim Binacional que atende crianças da região da Estação Ferroviária ( Favelinha) também arrecadou roupas e alimentos que foram entregue a sede do CTG em Ponta Porã.

Relacionado

Deixe sua opinião