Cunhado e chefe de segurança eram suspeitos de assassinar o temido “Abacate”!

0
342
Banner 300x250

Uma reviravolta chocante no caso do sicário mais procurado do Paraguai, Márcio Ariel Sánchez Giménez, de 35 anos, conhecido como “Abacate”. A polícia identificou e a promotoria emitiu ordens de prisão contra dois supostos assassinos, que seriam nada menos que um dos cunhados e o próprio chefe de segurança do criminoso.

Segundo informações das autoridades, o assassinato de “Abacate” ocorreu em Pedro Juan Caballero, onde ele foi alvejado com 33 tiros. As investigações apontam que os responsáveis por esse crime hediondo seriam pessoas próximas ao sicário, incluindo um de seus cunhados e seu próprio chefe de segurança.

A descoberta desses supostos envolvidos no assassinato de “Abacate” causou grande surpresa na polícia paraguaia. Acredita-se que essas pessoas tenham agido por motivos ainda desconhecidos, levantando questionamentos sobre traições e disputas internas dentro do mundo do crime organizado.

Esse desdobramento surpreendente revela a complexidade e a periculosidade do mundo do crime, onde alianças podem se romper e inimigos podem estar mais próximos do que se imagina.
Agora com a morte do principal suspeito de ter matado seu próprio cunhado ” Abacate ” também foi executado,e como se diz na fronteira, ” o crime não para!”

Relacionado

Deixe sua opinião